opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

É hora de votar!

Por

O novo Plano Diretor de Lajeado precisa ser votado ainda em 2019. Os vereadores e assessores fizeram muito bem seus respectivos trabalhos, enquanto os empresários, gestores e comunidade em geral aguardaram com paciência a necessária análise por parte da Câmara. Mas agora deu. A partir do envio de um projeto de lei substitutivo, a principal missão da presidente do Legislativo, Neca Dalmoro (PDT) é colocar a proposta na Ordem do Dia para que possamos assistir a derradeira apreciação.
A matéria é debatida desde o primeiro ano da gestão do prefeito Marcelo Caumo. Foram duas audiências públicas em 2017, nos meses de setembro e dezembro. No ano seguinte, novo encontro em fevereiro. Além de todos esses processos democráticos, o Executivo realizou 30 reuniões comunitárias junto às 33 associações de moradores existentes nos 27 bairros de Lajeado (alguns bairros contam com mais de uma associação).
Não parou por aí. Em março de 2019, o governo municipal realizou outra audiência antes de encaminhar, em abril, o projeto de lei para a câmara de vereadores. Desde então, o legislativo realizou amplo estudo com representantes de todos os bairros da cidade e os membros das comissões também analisaram artigo por artigo o projeto. Nessa quinta-feira, o trabalho que também envolveu membros do Executivo, do Sinduscon e da Seavat, foi enfim concluído.
Foi um trabalho exaustivo e não poderia ter sido diferente. Todas as frentes estão de parabéns pelo empenho. Executivo, Legislativo e sociedade civil. Ninguém fugiu da responsabilidade e tudo leva a crer que a decisão final será a mais democrática possível. Erros ou equívocos ainda podem ocorrer, é claro. Mas não será por falta de debate. Poucas vezes, eu reforço, se viu tamanha devoção por parte dos atores públicos e privados em Lajeado. Então, vamos à votação!


 

08 11 2019_DIVULGAÇÃO coluna Martini_FOTO bombeiros TeutôniaONG e Bombeiros

Recentemente, a Câmara de Vereadores de Teutônia aprovou o Projeto de Lei que autoriza e reconhece a constituição da Associação dos Bombeiros Voluntários do Município como “serviços civis e auxiliares de combate ao fogo, de prevenção de incêndios e de atividades de defesa civil, constituída na forma de Organização Não Governamental (ONG)”. Com isso, a instituição já está apta a buscar recursos estaduais e federais para projetos. Ou seja, você já pode pensar em auxiliar este importante movimento!


amrtini foto novaValmor Griebeler filia-se ao PL

O vice-prefeito de Estrela, Valmor Griebeler, assinou a filiação junto ao PL na noite dessa quinta-feira. Ele vai concorrer a prefeito em 2020. O evento reuniu integrantes do PL, PRB e do próprio PV. O secretário estadual de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Catarina Paladini, também participou. A troca de siglas foi amistosa, conforme o presidente municipal do PV, Daniel Pedrini. “Independente da sigla, ele tem nosso apoio irrestrito”. A presidente do PL, Renata Becker, enaltece a parceria. “Um projeto político vencedor se faz somando forças. E ouvindo os anseios da comunidade”.


Meritocracia

Em Encantado, a câmara de vereadores avalia a proposta que “Institui o Índice de Desenvolvimento Básico de Educação – Encantado (IBDE-E)”. A matéria é o embrião para outro projeto audacioso. Trata-se da criação de um sistema de avaliação periódica de desempenho dos professores da rede municipal de ensino, para eventuais bônus em dinheiro. É a meritocracia na condução do ensino.


Sessão cheia

Nessa quarta-feira, durante a sessão plenária da Câmara de Arroio do Meio, os espaços destinados aos visitantes estavam todos ocupados por moradores de Arroio Grande. Eles cobram a conclusão do asfaltamento da VRS-482. Na mesma sessão, o vereador Darci Hergessel (PDT) pediu vistas ao projeto que autoriza o Executivo a executar pavimentação asfáltica nas estradas gerais do Passo do Corvo e de Palmas.


Gisch em Brasília

O advogado lajeadense Fábio Gisch palestrou para agentes públicos de todo o Brasil durante o 55º Congresso Brasileiro de Vereadores e Vereadoras. O evento ocorreu em Brasília, entre os dias 4 e 7 de novembro. Gisch tem muita experiência com assessoria jurídica de câmaras de vereadores e prefeituras do Vale do Taquari. Ele falou sobre legislação eleitoral e as novas regras para o pleito de 2020.


08 11 2019_RODRIGO MARTINI coluna Martini_FOTO BoppardMenos cidades

O tema sobre a possível redução no número de municípios não é novidade em outros países. A Alemanha, por exemplo, “incentiva” cidades com no mínimo 12 mil habitantes. A cidade-irmã de Arroio do Meio, Boppard (FOTO), é um reflexo dessa política alemã. Ela é formada pela junção de 10 pequenos municípios. No Brasil, essa parte da reforma administrativa proposta pelo Ministro Paulo Guedes não deve ser levada adiante neste momento. Mas servirá de alerta para aqueles gestores que trabalham com arrecadação própria inferior a 10% da receita total.


Orçamentos

Em Arroio do Meio, os vereadores aprovaram o projeto do Executivo sobre o orçamento público para o exercício de 2020. O valor orçado é de R$ 87,9 milhões. Em 2019, o governo municipal trabalha com um orçamento de R$ 74 milhões. Já no ano passado, o valor total era de R$ 69,9 milhões.


Troca-troca

Também na Câmara de Arroio do Meio, novo troca-troca entre vereadores do MDB. Nessa quarta-feira retornou o parlamentar Paulo Volk (MDB) e saiu de licença pelo período de 30 dias o legislador Luís Both, do mesmo partido. No lugar dela entra César Kortz (FOTO), também do MDB.

bravo